Olá, bem vindo ao blog da MegUp!
A série Game of Thrones ganhou espaço na telinha e na vida dos telespectadores nas noites de domingo, conquistas diversos fãs nos últimos anos. A história chama atenção devido a riqueza de detalhes e personagens únicos, além de encantar pessoas que acompanham os episódios, pode nos ensinar e muito sobre perfis de liderança, como a dos Sete Reinos afinal, todos querem sentar no Trono de Ferro, não é verdade?

Continue acompanhando e se você ainda não assistiu a série ou está assistindo, não se preocupe: Deixaremos você livre de spoilers! 😉

JON SNOW

Sim, ele sabe muito bem como é difícil liderar pessoas. Foi eleito o 998º Senhor Comandante da Muralha, sendo o mais jovem líder dos patrulheiros e por isso, sentiu na pele a dificuldade do gerenciamento de conflitos entre liderados, mas sempre foi uma inspiração devido a sua integridade, lealdade e bravura. Porém, mesmo sendo uma imagem de forte líder, deixar os patrulheiros e selvagens sob o mesmo teto custou sua vida. Digamos que…faltou uma dose de influência, que não pode faltar a um pretendente ao Trono de Ferro.

DAENERYS TARGARYEN

Uma forte candidata ao trono, não temos dúvidas disso. Mãe dos dragões e rainha de muitas pessoas, além de saber persuadir seus apoiadores, não tem problemas em assumir riscos e consegue facilmente intimidar adversários quando precisa. Daenerys é bem objetiva quando se trata de ordens e tomar decisões, além de saber escolher seus aliados. Devemos dar atenção ao seu controle emocional pois este prejudica grande parte de suas decisões, como quando mostra a Tarly toda a sua ira.

ARYA STARK


A jovem demonstra coragem, disciplina e sinceridade, mesmo com todo o desgaste físico e emocional da Casa do Preto e Branco de Bravos. Ela absorve foco e execução de líder mas ainda precisa aprender a trabalhar em equipe afinal, nem todas as missões se realizam de forma individual.

TYRION LANNISTER


O anão, vítima constante de zombarias de decepções, não cansa de provar seu valor em grandes batalhas. Cada uma das oportunidades de apresentar planos eficazes deram a Tyrion pontos positivos para liderar Westeros. Estudioso e com um carisma único, seu grande desafio é provar a si mesmo que ele é digno de tal dever, mostrando a falta de autoconfiança em seu próprio trabalho.

CERSEI LANNISTER

É a rainha que senta no trono atualmente, mostrando-se à frente dos demais. Além da personalidade forte, sua capacidade estratégica se destaca mostrando que seu esporte favorito é vencer os adversários, sem contar sua incansável sede por vingança. (mesmo que custe uma explosão de fogo-vivo na capital). Cersei provou também que de fato não se importa com causas maiores (como a guerra no norte).

SANSA STARK

Sansa é o exemplo mais claro de resiliência que Game of Thrones nos mostra. Após a morte de seu pai, passou por vários casamentos e foi vítima de diversos abusos físicos e morais. Ela sobreviveu a tais situações desagradáveis para buscar vingança: Mas de forma resiliente e paciente. Ela demonstrou a enorme capacidade ao liderar o Norte além de sua sobrou frieza e caráter ao punir o Mindinho por crimes contra a Casa Star

Viu só como a liderança de Game of Thrones pode nos ensinar muitas coisas? Ela é muito importante não apenas na guerra dos tronos, mas também para as lutas diárias. Ninguém nasce com esses atributos e por isso, é legal saber que todos podem desenvolvê-los.

E você, com qual deles mais se identifica? Conte pra nós aqui nos comentários! 😉